18 Mai 2018

Estudo brasileiro é premiado no Congresso da ARVO 2018 nos EUA

O estudo científico da tese de Doutorado do Dr. Augusto Alves Lopes da Motta, orientado pelo Prof. Dr. Francisco Max Damico na Faculdade de Medicina da USP, foi escolhido como um dos 3 melhores trabalhos apresentados por alunos no congresso da ARVO – Association for Research in Vision and Ophthalmology, realizado no Havaí, EUA, de 29/4 a 3/5/2018.

O estudo “Short-term effects of intravitreal bevacizumab in contrast sensitivity of patients with diabetic macular edema and optimized glycemic control” demonstrou que o controle rigoroso da glicemia é um importante aliado das injeções intravítreas de bevacizumabe no tratamento do edema macular em diabéticos tipo 2. Adicionalmente, o estudo demonstrou que essa associação melhora significativamente a sensibilidade ao contraste dos pacientes. A sensibilidade ao contraste é uma importante característica da função visual que avalia a qualidade da visão em diferentes níveis de iluminação. Essa característica da visão é muito pouco estudada até hoje, embora seja um importante fator de baixa visual em pacientes com doenças da retina.

O estudo foi realizado no Departamento de Oftalmologia da Faculdade de Medicina da USP e contou com a colaboração dos Drs. Maria Tereza Bonanomi, Daniel Ferraz, Rony Preti, Raafay Sophie, Flávio Medina, Maria Fernanda Abalem de Sá, Márcia Queiroz, Sergio Pimentel e Walter Takahashi. O Dr. Augusto Alves Lopes da Motta deverá defender a tese de Doutorado no segundo semestre de 2018.

[topo]